Apostas de Futebol com Betway

A decadência do futebol italiano

Com um futebol tradicional, as equipes italianas tem dificuldade em assumir protagonismo na Europa.

Uma das mais tradicionais e reconhecidas ligas europeias, o futebol italiano parece estar em decadência!

Por um lado, o futebol italiano se orgulha de ter uma seleção tetracampeã do mundo.

Além disso, as defesas quase intransponíveis que contaram com nomes como Baresi, Maldini, Canavarro e Nesta fazem com que a Itália seja mundialmente conhecida como um país que valoriza a defesa forte.

Entretanto, já não é de hoje que o futebol italiano vem em constante decadência.

A começar pela hegemonia da Juventus, atual octa campeão da Itália sem muita força, mas que não consegue repetir o mesmo sucesso na Champions League.

E se a Juventus não consegue um título europeu, imagina os outros clubes?

Soma-se a isso o fato da seleção italiana estar indo de mal a pior, não conseguindo nem se classificar para a Copa do Mundo em 2018.

E esse é infelizmente um reflexo do futebol fraco que a liga italiana tem apresentado.

História brilhante vem sendo ofuscada

Se pegarmos para analisar a história do futebol italiano em relação à Europa, com certeza ele tem um lugar especial!

Afinal, o Milan é o segundo maior vencedor da Champions League, com 7 títulos conquistados, e atrás apenas do Real Madrid (13 títulos).

Além disso, Inter de Milão tem 3 orelhudas e Juventus 2, tornando a Itália o 3º país mais vencedor da Champions, com 12 títulos.

Apenas Espanha (18 títulos) e Inglaterra somam mais títulos do que a Itália na principal competição europeia.

Na Liga Europa, a Itália também é o 3º maior país vencedor, com 9 títulos e 5 vice campeonatos, atrás apenas da Espanha (11 títulos) e Inglaterra (9 títulos e 6 vice.

Entretanto, o último título europeu que uma equipe italiana conquistou foi na temporada 2009/2010, quando a Internazionale de Milão conquistou a Champions League em cima do Bayern de Munique.

Se olharmos os maiores feitos recentes, pertencem à Juventus, que nas temporadas 2014/2015 e 2016/2017 chegou ao vice campeonato da Champions League.

No entanto, o último título europeu do clube foi na temporada 1995/1996, há mais de 20 anos.

Onde está o protagonismo italiano na Europa?

Se olharmos o Coeficiente de Clubes da UEFA, órgão que define os melhores clubes e ligas europeias, a Itália ocupa a 4ª colocação.

Na frente temos Inglaterra, Espanha e Alemanha com uma larga vantagem entre os principais campeonatos europeus.

E isso se deve aos recentes fracassos que as equipes italianas tem tido recentemente nas competições europeias.

Na última edição por exemplo, quatro equipes italianas participaram da fase de grupos.

Dessas, a Juventus foi o clube a ir mais longe, chegando às quartas de final, e sendo eliminado pelo Ajax.

Nem Cristiano Ronaldo foi capaz de levar a equipe italiana mais longe na principal ambição do clube de Turim.

Além da Juve, a Roma foi a outra equipe italiana que passou da fase de grupos, mas logo caiu nas oitavas de final para o Porto.

Já Napoli e Inter de Milão ficaram em 3º lugares em seus grupos e foram para a Liga Europa, onde também nem chegaram à final.

Contratações bombásticas tentam disfarçar a decadência italiana

Após anos de supremacia da Juventus, equipes tradicionais como Milan, Inter de Milão, Napoli, Roma e Lazio tentaram correr atrás do prejuízo.

Com isso, precisaram gastar muita grana para ao menos conseguirem disputar com a Velha Senhora.

Nesse sentido, diversas contratações foram feitas com o intuito dessas equipes voltarem a competir na Itália e também em cenário mundial.

No entanto, até a temporada atual pouco vimos equipes italianas ocuparem lugares de protagonismo.

Para a temporada atual, a Juventus foi a que mais se reforçou de craques: contratou ninguém menos que o zagueiro De Ligt e os meio-campistas Ramsey e Rabiot.

Já a Inter de Milão trouxe o zagueiro Godín e os atacantes Romelu Lukaku e Alexis Sanchéz.

O Napoli por sua vez trouxe o goleiro Ospina, o zagueiro Manolas e o atacante Hirving Lozano.

O Milan investiu em jovens como o zagueiro Léo Duarte o lateral-esquerdo Théo Hernandez e o atacante Rafael Leão.

Além disso, a Fiorentina trouxe Ribery e Prince-Boateng, a Roma contratou o lateral-direito Zappacosta e a Atalanta (que disputa a próxima Champions) trouxe o lateral-esquerdo Guilherme Arana e os atacantes Luis Muriel e Dúvan Zapata.

Com isso, a espera é que nas próximas temporadas as equipes italianas voltem a disputar em alto nível as principais competições europeias.

Além disso, veremos onde podem ir Juventus, Napoli, Atalanta e Inter de Milão na Champions.

E para acompanhar essas equipes de perto, e ainda lucrar com isso, a Bodog é o lugar certo para você ganhar dinheiro com futebol.

E o melhor é que ao fazer o cadastro, você pode ganhar até 200 reais de créditos de aposta.

Other Articles

Comments (2)

  1. Uma errata é que o último título italiano foi em 2010 com a Inter, e não em 2007 com o Milan. Abraços

Leave a Reply